domingo, 30 de novembro de 2014

SÉRIE: SOM PARAIBANO (JACKSON DO PANDEIRO)



José Gomes Filho, mais conhecido como Jackson do Pandeiro.

     Nasceu no município de Alagoa Grande – PB, no dia 31 de agosto de 1919 e faleceu em 10 de julho de 1982 em Brasília. Ele era filho de uma cantadora de coco, Flora Mourão, que por sua vez, o deu seu primeiro instrumento: o pandeiro. No entanto, o que quase ninguém sabe é que na verdade ele gostaria de ser um sanfoneiro, mas como a sanfona era um instrumento caro, e como o pandeiro mais barato, sua mãe acabou lhe dando de presente.

CURIOSIDADE:
      Seu nome artístico veio de um apelido que ele mesmo se dava: Jack, inspirado em um mocinho dos filmes de faroeste, o Jack Perry.

SUA BREVE TRAJETÓRIA:
      No início da década de 40, Jackson foi morar em na capital paraibana, João Pessoa, onde tocava nos cabarés, e logo depois na Rádio Tabajara, onde ficou até 1946. Foi apenas em 1953, já com trinta e cinco anos, Jackson gravou o seu primeiro grande sucesso: “Sebastiana”, de Rosil Cavalcanti. Logo após foi para o Rio de Janeiro, trabalhar na Rádio Nacional, e foi nesse período que conseguiu ter um grande sucesso através das canções: O Canto da Ema, Chiclete com Banana, Um a Um e Xote de Copacabana.

SUA PARTIDA:
     Já com sessenta e três anos, sofrendo de diabetes, em um um show no município de Santa Cruz de Capibaribe – PE, sentiu-se mal, mas não quis deixar o palco. Semanas depois quando o mesmo estava cumprindo outros compromissos em Brasília, passou mal, chegando a desmaiar no aeroporto e levado imediatamente para o hospital. Infelizmente, em alguns dias acabou falecendo. Seu diagnóstico detectou que o mesmo tinha tido uma embolia cerebral.


Texto: Adaptado por Joe Aranha
Imagens: Internet

Nenhum comentário: