quinta-feira, 27 de março de 2014

CONFIRA A CRÍTICA DO FILME: O GRANDE HERÓI por Alysson Melo


      Baseada em fatos reais, a história acompanha o oficial da marinha norte-americana Marcus Luttrell (Mark Wahlberg), enviado ao Afeganistão em busca de um homem de confiança de Osama Bin Laden. Quando ele se depara com um homem idoso e três crianças, ele recebe ordens para matar os quatro, mas Marcus não tem coragem de fazê-lo. O paradeiro dos americanos é descoberto e logo toda a equipe é atacada por 250 homens armados, enviados pela Al Qaeda.
      O diretor Peter Berg nos apresentou a todo o drama e conflito de uma guerra que esta longe de acabar, longa que conta a historia verídica da operação red wings onde mostra bravamente todos os conflitos dos personagens, o medo, a morte, a angustias e isso é notável ao assistir porque nós sentimos na pele os acontecimentos vividos pelos personagens, Berg conseguiu montar o filme de forma belíssima e bem retratada para as telas.
      Os atores escolhidos para essa história trazem boas atuações  os destaques vão para os personagens de Ben Foster e Mark Wahlberg que dá conta do recado e segura o filme nas costas mostrando todo o seu talento como ator.
       A fotografia e cenas de ação são as que mais chamam a atenção aqui com muitas cenas de violência, tiros, sangues o longa mostra de forma clara, objetiva como foi a guerra com a operação Red wings, vemos homens lutando pelo seu país e honrando o trabalho a qual eles foram confiados e a luta pela sobrevivência no meio de um caos onde a ordem é matar mas a sobrevivência se transforma em medo e angustias que nada deixam abalar esses que chamo de heróis da guerra por tudo o que eles passaram e viveram nessa operação.
       As cenas SPOILERS: envolvendo as mortes dos personagens nos fazem sofrer e sentir juntos cada tiro levado, como não se emocionar com a morte do soldado levando tiros a queima roupa, pra mim essa foi uma das mais emocionantes cenas dessa narrativa, conforme o filme vai passando ficamos apreensivos pelo que vai ocorrer em seguida e isso contou muitos pontos positivos para o longa. A maior parte das cenas ficaram tão verdadeiras que vemos ali uma zona real de guerra.
Com louvor e gloria, "O Herói da guerra" aqui do titulo são todos os soldados que vivenciaram essa guerra não só o Marcus Luttrell que foi o único sobrevivente dessa operação que lutou com todas as suas forças para combater o inimigo, esse filme me remeteu ao ótimo filme de guerra platoon que é tão bom quanto esse aqui, merece ser assistido e apreciado não só para amantes de filmes sobre guerra mas para aqueles que gostam de vivenciar uma experiência real e cinematográfica.

Nota: 9,0

Imagens: Internet
Texto: Alysson Melo

Portal Click Will, a notícia
e o entretenimento ao seu alcance!

Um comentário:

sofia martínez disse...

A proposta militar baseado em uma história real dirigido por Berg visualmente eficaz. Um drama com uma espécie de estudo da condição humana em uma guerra, ou seja, em uma situação extrema. No entanto, nas mãos do diretor Berg é o que ele faz de melhor, de um monte de trabalho, onde os militares é apenas o paradigma de filmes de ação tal ação. Disse que o filme é baseado em eventos reais. A única coisa é que eles são apresentados de uma forma que parece mais um episódio de Missão Impossível em um campo de batalha, com quatro soldados norte-americanos, concebidos como super-heróis contra um monte de Taliban no Afeganistão, como estranho como cruel. Além disso sobrevivente, tem um culto insalubre de guerra, mas escorregou através de suas situações mais difíceis. Isso dá um tom épico espúria à narrativa: a guerra nos dá heróis cuja base é baseado em matar e matar mais e mais humanos. Só precisa levar um ábaco para manter o controle.